Em virtude da pandemia do novo coronavírus, as coletas seletivas na Capital seguem suspensas desde março, quando a Prefeitura de Belo Horizonte determinou a interrupção visando à proteção da saúde pública e ao cuidado com aqueles que precisam trabalhar no recolhimento de resíduos.

Com isso, o Hospital das Clínicas da UFMG/Ebserh também precisou suspender o projeto Coleta Seletiva Solidária que disponibilizava, antes da crise do Covid-19, cerca de sete toneladas de resíduos recicláveis mensais para cooperativas selecionadas por meio de edital público.

Sem coleta seletiva, catadores dessas instituições ficaram sem trabalho e sem renda. Para garantir a sobrevivência dessas pessoas durante a paralisação imposta pela pandemia, o HC-UFMG lança, nesta sexta (5), Dia Mundial do Meio Ambiente, a campanha Saúde e Meio Ambiente: juntos pela vida! em apoio à Cooopersoli, cooperativa criada em 2003 e que atua na região do Barreiro.

A iniciativa garantirá diretamente a renda mínima de 43 famílias (215 pessoas) de catadores de materiais recicláveis em extrema vulnerabilidade econômica e social. Além disso, irá reforçar a importância do descarte correto do lixo e da reciclagem.

Artigos Relacionados